Cine Belas Artes apresenta: Noitão “Ligações Perigosas”

O Noitão de fevereiro, nes­ta sex­ta, dia 11, a par­tir das 23h50, terá duas pré-estreias e uma reprise, além do filme-sur­pre­sa, que é a “cere­ja do bolo” da mara­tona men­sal.

Os inédi­tos serão O Retra­to de Dori­an Gray, de Oliv­er Park­er, e Em Um Mun­do Mel­hor, de Susanne Bier. Negó­cios à Parte, de 1997, com direção de Claude Chabrol, será a reprise. As “lig­ações perigosas” entre os per­son­agens de cada história inspi­raram o tema desse Noitão.

O Retra­to de Dori­an Gray, a mais nova adap­tação do clás­si­co romance de Oscar Wilde, apre­sen­ta Ben Barnes, o Príncipe Caspi­an, de As Crôni­cas de Nár­nia, no papel do eter­na­mente jovem Dori­an. Col­in Firth, ator indi­ca­do ao Oscar 2011 por O Dis­cur­so do Rei, aparece como o ami­go que apre­sen­ta o rapaz àquele que virá a pin­tar o seu maldito retra­to. O cli­ma soturno da tra­ma é reforça­do pela óti­ma fotografia de Roger Pratt, que tem em seu cur­rícu­lo alguns tra­bal­hos de peso como Brazil – O Filme, Bat­man e Har­ry Pot­ter.

Em Um Mun­do Mel­hor
, can­dida­to ao Oscar 2011 de mel­hor filme estrangeiro, abor­da duas situ­ações para falar dos hor­rores sofri­dos rotineira­mente por cri­anças, cujos algo­zes nem sem­pre são adul­tos. Num cer­to país da África meni­nas são víti­mas de todo tipo de vio­lên­cia, sex­u­al, prin­ci­pal­mente. Na Dina­mar­ca um garo­to de classe média é víti­ma de bul­ly­ing vio­len­to na esco­la, sendo con­stan­te­mente humil­ha­do por um cole­ga. Porém, esse mes­mo meni­no faz amizade com um novo aluno, um tipo rebelde e destemi­do, e jun­tos eles pre­ten­dem virar o jogo.

Negó­cios à Parte
é uma comé­dia sobre um estran­ho casal, inter­pre­ta­do por Isabelle Hup­pert e Michel Ser­rault. Eles podem ser ami­gos ou amantes, não se sabe ao cer­to. O que fica claro des­de o iní­cio é que eles gostam de luxo, muito luxo. Então, para man­ter a doce vida de todos os dias, eles apli­cam altos golpes em home­ns de negó­cios. A made­moi­selle, que usa o seu infalív­el charme como isca, cos­tu­ma dar pin­ta nos hotéis mais caros de Paris ou de Zurique. Depois, é só tro­car a peru­ca e par­tir pra out­ra.

Quan­to ao filme-sur­pre­sa, deve-se esper­ar um filme forte, o que é típi­co do esti­lo de quem o real­i­zou. Uma pena não poder falar mais.

O espec­ta­dor deve saber que só poderá assi­s­tir a três filmes, no máx­i­mo. Serão feitas com­bi­nações difer­entes, uma para cada sala, sem­pre incluin­do pelo menos um dos filmes inédi­tos. A escol­ha do pro­gra­ma pre­cisa ser deci­di­da no ato da com­pra do ingres­so.

Nos inter­va­l­os entre as sessões os espec­ta­dores par­tic­i­pam de sorteios de brindes, e no encer­ra­men­to é ofer­e­ci­do um café da man­hã para todos os “sobre­viventes”.

Sinopses:

O Retra­to de Dori­an Grey

(Dori­an Gray)
Reino Unido, 2009, cor, 112 min., 14 anos.
Direção:
Oliv­er Park­er
Elen­co:
Col­in Firth, Ben Barnes e Car­o­line Goodall.

Lon­dres. Dori­an Gray é um belo e ingên­uo jovem, lev­a­do à alta sociedade local por Hen­ry Wot­ton, que lhe apre­sen­ta os praz­eres hedo­nistas da cidade. Nesse meio o rapaz con­hece um artista que resolve pin­tar um retra­to seu. Ao ver o quadro, Dori­an faz a promes­sa de que daria tudo, até mes­mo sua alma, para per­manecer sem­pre com o visu­al nele estam­pa­do. A par­tir de então ele não mais envel­hece, mas todos os peca­dos que comete e a idade que chega são demon­stra­dos no retra­to, cada vez mais ter­rív­el.
Adap­tação do clás­si­co romance de Oscar Wilde, já lev­a­do às telas diver­sas vezes, numa delas, com pro­dução da Metro, lev­ou o Oscar de fotografia, em 1946.

Trail­er:

Em um mun­do mel­hor
(In a Bet­ter World)
Suécia/Dinamarca, 2010, cor, 113 min., 14 anos.
Direção:
Susanne Bier
Elen­co:
Mikael Pers­brandt, William Jøhnk Nielsen e Markus Rygaard.

Um médi­co tra­bal­ha em um cam­po de refu­gia­dos em um lugar qual­quer da África. Na Dina­mar­ca, seu país natal, estão sua ex-mul­her e seus dois fil­hos, sendo que um deles é víti­ma con­stante de bul­ly­ing vio­len­to na esco­la. Para­le­la­mente, acom­pan­hamos a história de um garo­to que emi­gra para a Dina­mar­ca, ao lado de seu pai após a morte recente da mãe. Logo dois mun­dos dis­tin­tos que irão se cruzar e novas pre­ocu­pações virão à tona.
Vence­dor do Globo de Ouro de mel­hor filme estrangeiro, e can­dida­to ao Oscar, na mes­ma cat­e­go­ria.

Trail­er:

Negó­cios à parte
(Rien ne va Plus)
França, 1997, cor, 105 min, 14 anos.
Direção:
Claude Chabrol
Elen­co:
Isabelle Hup­pert, Michel Ser­rault e François Cluzet.

Via­jan­do pela França, Vic­tor e Bet­ty fazem um casal insól­i­to e sur­re­al de dois pequenos ladrões. Até que um dia se vêem envolvi­dos no trá­fi­co inter­na­cional de din­heiro sujo. E as coisas começam a ficar sérias nes­ta diver­ti­da comé­dia: erros, uma série de arti­man­has e mudanças rad­i­cais de situ­ação os lev­am da Suíça ao Caribe em bus­ca de uma male­ta cheia de din­heiro.

Trail­er:

Noitão Lig­ações Perigosas , no Belas Artes
Sex­ta-feira, 11 de fevereiro, a par­tir das 23h50.
Ingres­sos: R$ 20,00 (estu­dantes e idosos pagam meia-entra­da), à ven­da a par­tir das 16h da quar­ta-feira.

Para sua maior como­di­dade, adquira seu ingres­so pela inter­net

Belas Artes
Rua da Con­so­lação, 2423
Tel.: 3258–4092


Todas as informações e opiniões publicadas no interrogAção não representam necessariamente a opinião do portal, e são de total responsabilidade dos seus respectivos autores.
 
Este post foi publicado emNotícias de Cinema e tags , , , , , , . Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.


Spirallab