Dica de Leitura: Prontuário 666 — Os anos de cárcere de Zé do Caixão

Zé do Caixão é uma das fig­uras mitológ­i­cas do cin­e­ma de hor­ror, B, Trash — ou a des­ig­nação que você preferir — do mun­do. A figu­ra de José Moji­ca Marins ou do seu per­son­agem car­i­ca­to de Zé do Caixão sem­pre foram per­tur­badores pelo ator/diretor/roteirista encar­ar, por muito tem­po, o per­son­agem como esti­lo de vida. Em 1964, com o clás­si­co À meia-noite levarei sua alma era dado o íni­cio da trilo­gia que só ter­mi­nar­ia em 2008 com Encar­nação do Demônio. O per­son­agem Zé do Caixão, após o segun­do lon­ga Esta Noite Encar­narei no teu Cadáver, é pre­so durante 40 anos pelos exper­i­men­tos que fez com pes­soas e mul­heres em bus­ca do fil­ho per­feito.

Em Pron­tuário 666 — Os anos de cárcere de Zé do Caixão (Con­rad, 2008), com ilus­trações e roteiro de Samuel Casal e argu­men­to e co-roteiro de Adri­ana Brun­stein é mostra­do o que hou­ve com Jose­fel Zanatas des­de que foi final­mente pego e joga­do em um presí­dio que o mes­mo inti­t­u­lou como zoológi­co humano. As ilus­trações de Casal são muito inter­es­santes, ele traz um novo esti­lo de quadrin­ho de hor­ror que mostra o macabro Jose­fel de uma for­ma muito mais obscu­ra, quase que como uma som­bra que anda pelas celas, sem muitos ras­tros. Já o roteiro de Adri­ana faz jus às histórias de José Moji­ca, sem poupar o humor negro, muitas vezes exager­ada­mente sór­di­do.

O esti­lo expres­sion­ista de Samuel Casal com um toque noir não deve em nada com as pelícu­las de Zé do Caixão. As expressões dos home­ns sem nome, que se per­dem na escuridão das celas e nas mãos de Zanatas, são vazias e dis­tantes, impos­sív­el não ler os quadrin­hos e não ficar per­tur­ba­do pela figu­ra do homem com unhas enormes e capa pre­ta. Pron­tuário 666 — Os anos de cárcere de Zé do Caixão é bem ao esti­lo do japonês Panora­ma do Infer­no, ou seja, é um pra­to cheio para fãs de hor­ror e quadrin­hos que não poupam o leitor de uma noite mal dormi­da.


Todas as informações e opiniões publicadas no interrogAção não representam necessariamente a opinião do portal, e são de total responsabilidade dos seus respectivos autores.
 
Este post foi publicado emHQ da Semana, HQs e tags , , , , , , , , . Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.


Spirallab