Festival Verão RS 2011: Danúbio

danubioDanúbio (Brasil, 2010), dirigi­do por Hen­rique Lima, é o primeiro doc­u­men­tário da série Grandes Mestres, sobre a vida e obra do artista plás­ti­co gaú­cho Danúbio Gonçalves. Na úni­ca sessão que foi exibi­da no 7º Fes­ti­val de Verão do RS de Cin­e­ma Inter­na­cional, esta­va pre­sente não só o dire­tor do doc­u­men­tário, mas tam­bém o próprio Danúbio, que após a exibição con­ver­saram um pouco com a plateia.

Danúbio Vil­lamil Gonçalves, nasci­do em Bagé, RS, em 1925 é gravador, desen­hista, pin­tor e pro­fes­sor. Para ler mais sobre o artista, vis­ite a Wikipedia, Enci­clopé­dia Itaú Cul­tur­al ou no MARGS (este pos­sui um mate­r­i­al muito inter­es­sante).

No doc­u­men­tário não há um nar­rador prin­ci­pal, ape­nas depoi­men­tos, que em grande parte são do próprio artista, geran­do um cli­ma de con­ver­sa bem pes­soal e amigáv­el. Há tam­bém várias tomadas exibindo as obras de Danúbio, o que é um pra­to cheio não só para aque­les que apre­ci­am a sua obra, mas tam­bém para aque­les que a descon­hecem. Durante quase toda a duração do lon­ga, uma tril­ha sono­ra quase sem­pre instru­men­tal, aju­da a man­ter o rit­mo de Danúbio, ape­sar de não ter sido necessária em várias situ­ações.

Em Danúbio, são mostra­dos tam­bém alguns tre­chos de filmes mex­i­canos muito inter­es­santes, como do dire­tor Gabriel Figueroa que já pos­suía uma téc­ni­ca, enquadra­men­tos e mon­ta­gens que só hoje em dia estão mais ado­ta­dos e muitas vezes quem os uti­liza serem mod­er­nos. Aliás, esta é uma das brigas do Danúbio, a incor­po­ração da tradição da arte oci­den­tal, pois se vive num momen­to de negação do pas­sa­do. O artista é um dos que defende bas­tante esta val­oriza­ção e deixa isto bem claro não só no doc­u­men­tário, mas na sua fala após a sua exibição em con­jun­to com o dire­tor que tam­bém defende esta posição.

Para quem gos­ta de arte e quer con­hecer um pouco mais sobre a vida, obra e ideiais do artista, Danúbio é uma óti­ma opor­tu­nidade. Não é sem­pre que se vê um doc­u­men­tário tão bem feito sobre este gênero em ter­ritório nacional. Com certeza vale a pena assisti-lo!

Con­fi­ra abaixo alguns tre­chos do doc­u­men­tário Danúbio:


Todas as informações e opiniões publicadas no interrogAção não representam necessariamente a opinião do portal, e são de total responsabilidade dos seus respectivos autores.
 
Este post foi publicado emCinema, FestivalVerãoRS 2011 e tags , , , , , , , , . Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.


Dossiê Daniel Piza
Spirallab