Lançamento ¨Jornal MEMAI¨ e livro ¨Poesia sem pele¨, em Curitiba

Nem sem­pre um lança­men­to de obra literária pre­cisa beirar ao glam­our ou ain­da, ser em um even­to foca­do em somente Lit­er­atu­ra. Nos moldes mais under­ground, acon­te­ceu no dia 10 de maio o lança­men­to dup­lo do livro Poe­sia sem pele, de Lau Siqueira e do jor­nal MEMAI, de cul­tura, artes e Letras Japone­sas, no Brook­lyn Café, em Curiti­ba.

Mes­mo con­tan­do com um número pequeno de pes­soas o even­to foi sufi­ciente para reforçar con­tatos e con­hecer um pouco da pro­dução de escritores que usam a inter­net e algu­mas redes soci­ais como prin­ci­pal meio de divul­gar seus tra­bal­hos e cri­ar amizades. Por exem­p­lo, o poeta gaú­cho Lau Siqueira — que hoje vive na Paraí­ba — con­heceu alguns dos orga­ni­zadores do Jor­nal MEMAI e escritores curitibanos através do site Face­book e assim pôde lançar seu livro por aqui. Situ­ações que são aparente­mente inusi­tadas mas que fun­cionam muito bem para escritores que não cir­cu­lam pelo main­stream edi­to­r­i­al.

O jor­nal MEMAI é uma ini­cia­ti­va muito bacana em divul­gar assun­tos cul­tur­ais nipôni­cos, des­de con­tos e livros a cin­e­ma e fotos. Ele é dis­tribui­do gra­tuita­mente e tam­bém pode ser lido e baix­a­do na ínte­gra no seu site. Esta edição con­ta com várias coisas inter­es­santes como uma apan­hado sobre o ilustrador Osamu Tesu­ka, tem História sobre a tran­sição do perío­do Mei­ji até dicas óti­mas de cin­e­ma japonês.

Acred­i­to que even­tos assim fun­cionem mais certeira­mente do que even­tos grandes volta­dos à Lit­er­atu­ra. Claro que a pro­lif­er­ação de even­tos tem colab­o­ra­do — e muito — para que leitores e escritores estre­it­em laços, mas os even­tos maiores ain­da colo­cam ambos cada um em seu lugar, sem muito aces­so e facil­i­dade na tro­ca de ideias. E a inter­net — que tem sido trata­da como grande vilã de livros e Lit­er­atu­ra — per­mite que ess­es escritores do pre­sente cir­culem Brasil afo­ra divul­gan­do e venden­do seu tra­bal­ho, crian­do ações inédi­tas, inclu­sive, para os nomes de grande cir­cu­lação.

*Foto por Andréa Mot­ta, veja mais algu­mas aqui.


Todas as informações e opiniões publicadas no interrogAção não representam necessariamente a opinião do portal, e são de total responsabilidade dos seus respectivos autores.
 
Este post foi publicado emEventos e tags , , , , , , , , , . Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.


Spirallab