Oficina AMP na Lata, em Curitiba

A Ofic­i­na AMP na Lata, que acon­tece des­de o car­naval de 2011 no Rio e ago­ra tem a sua edição curitibana, vai ensi­nar a mon­tar um mini-ampli­fi­cador de som. É um cir­cuito sim­ples, que pode ser feito com facil­i­dade até por lei­gos. Para quem tem von­tade de apren­der a con­fec­cionar seus próprios acessórios musi­cais, este é um óti­mo começo. Para quem já tem con­hec­i­men­to de eletrôni­ca, vai ser uma boa opor­tu­nidade para con­hecer pes­soas com o mes­mo inter­esse, tro­car exper­iên­cias e apren­der a mon­tar mais um cir­cuito.

A ideia da Ofic­i­na AMP na Lata é que cada aluno da ofic­i­na saia com pelo menos um mini-amp con­struí­do. Ele fun­ciona com uma bate­ria de 9V e é portátil, o que facili­ta a vida de quem quer tocar músi­ca em qual­quer lugar. É sim­ples: tem uma entra­da de audio P10, aque­la comum que tem nos fones de ouvi­do e gui­tar­ras, e um auto-falante de 8 ohms, comum em caix­in­has de com­puta­dor e out­ros aparatos pare­ci­dos. O cor­po do seu mini-amp fica a seu critério, mas nós acon­sel­hamos forte­mente a usar as clás­si­cas latas de bata­ta fri­ta, que dão um resul­ta­do estéti­co legal e uma boa dinâmi­ca sono­ra.

Nos reunire­mos no dia 21 de janeiro das 15h às 18h e no dia 22 das 16h às 19h no 92 Graus (Av. Manoel Ribas 108, Curiti­ba). Para faz­er a inscrição, envie um e-mail com seu nome e tele­fone para ampnalata@gmail.com , que enviare­mos as instruções para o paga­men­to da taxa. O cus­to por aluno é de R$50, com as peças e mate­ri­ais inclu­sos. As vagas são lim­i­tadas!

Tex­to envi­a­do por Tia­go Rubi­ni

oficina AMP na Lata


Todas as informações e opiniões publicadas no interrogAção não representam necessariamente a opinião do portal, e são de total responsabilidade dos seus respectivos autores.
 
Este post foi publicado emNotícias, Notícias de Eventos e tags , , , , , , . Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.


Comentários

  1. […] dos inte­grantes do Blo­co Lo Fi, Tia­go Rubi­ni, já está ensi­nan­do Amps na Lata em Curiti­ba, fazen­do ofic­i­na numa lojin­ha de LPs, bem no cli­ma do Plano […]

Dossiê Daniel Piza
Spirallab