Arqvs. por autor: Átila Joly

Crítica: [REC]³ Gênesis

Em 2007, o primeiro [REC] (Espanha, 2007) meio que abalou qualquer um ligado ao cinema de horror. Durante certo período, foi assunto de qualquer conversa que desviasse para o tema, e com muito mérito. Não era inovador, não era revolucionário, mas era uma abordagem diferente de temas batidos (found footage, zumbis etc.). A aclamada recepção […]

Three The Hard Way (1974), de Gordon Parks Jr.

Não tinha como dar errado. Three The Hard Way (EUA, 1974) junta três dos maiores nomes da história do blaxploitation – Jim Brown, de Slaughter (EUA, 1972), mas provavelmente mais conhecido pela (ótima) participação em Marte Ataca! (EUA, 1996); Fred Williamson, ou O Chefão de Nova York (EUA, 1973), mas lembrado por Um Drink no […]

The Toolbox Murders (1978), de Dennis Donnely

Levei anos para assistir The Toolbox Murders (EUA, 1978). Sempre me passou a impressão de ser só mais um slasher, como tantos que pipocaram depois do sucesso de Halloween. Não que isso seja ruim, muito pelo contrário. Apenas não me parecia ter algo a mais. Juntando isso à falta de legendas disponíveis, o filme ficou […]

Crítica: Hobo With a Shotgun (O Vingador)

Crítica Hobo with a Shotgun

Primeiramente, é inegável que Hobo With a Shotgun (EUA/CAN, 2011), de Jason Eisener, entrega com sobras aquilo que promete. Aliás, promete antes mesmo de ser um filme de fato, desde que ainda era apenas mais um dos trailers falsos de Grindhouse (EUA, 2007). Em tempos em que praticamente não podemos mais considerar qualquer longa como […]

Os cinco melhores filmes de Zumbis

Zumbis. Uma pesquisa sobre lendas a respeito de tais criaturas nos leva ao Haiti. Mais precisamente, ao vodou, ou o vodu haitiano, como ficou conhecido no resto do mundo, que é diferente do vodu da Louisiana e do de New Orleans, apesar de possuírem o mesmo nome. Mas o vodu em si não está em […]

Crítica: Os Mercenários

Os Mercenários (The Expendables, EUA, 2010) é o filme que teve cenas gravadas no Brasil e rendeu tanta polêmica entre os politicamente corretos daqui, quando Stallone fez piadas, de forma bem estúpida e de gosto extremamente duvidoso, sobre o Brasil. Não defendo o que ele fez, pelo contrário, mas também não dá pra defender a […]

Crítica: Machete

Primeira coisa: Machete (EUA, 2010), de Robert Rodriguez, não é um filme para se levar a sério. Nascido como um trailer falso de Grindhouse (2007), é, sim, uma fantástica homenagem ao exploitation dos anos 70. Tudo está lá, com exagero em todos os sentidos: na ação, nos one-liners (com “Machete don’t text” sendo a fala […]

Crítica: Deixa Ela Entrar

As vezes eu realmente não entendo por que determinadas obras não ganham a devida atenção da mídia brasileira. Deixa Ela Entrar (Låt Den Rätte Komma In, Suécia, 2008), de Tomas Alfredson, foi aclamado pela crítica, venceu vários festivais de cinema fantástico, foi indicado a tantos outros e, mesmo assim, quase passou batido pelos cinemas brasileiros […]

Crítica: Help Me Eros

help me eros

Lee Kang-shen é discípulo/protegido do cineasta Tsai Ming Liang (mais conhecido aqui por ter dirigido O Sabor da Melancia – um de seus trabalhos mais fracos, aliás), tendo aparecido em todos os filmes do mesmo. Devido a isto, não é de se estranhar semelhanças e influências de Tsai nesta segunda incursão de Lee à direção, […]

Crítica: Sede de Sangue

sede de sangue

Para começar, devo dizer que os comentários a seguir dizem respeito ao trabalho de um diretor/escritor que admiro muito. Portanto, são totalmente tendenciosos e parciais. Alerta feito, continuemos. Sede de Sangue (Bakjwi, Coreia do Sul, 2009) é o mais recente filme de um dos mais brilhantes cineastas da atualidade. Chan-Wook Park já havia demonstrado evolução […]

Spirallab