Arqvs. por autor: Michelle Henriques

Livro: Só Garotos — Patti Smith

Alguns livros você lê rap­i­da­mente, mas torce para que demor­em para ter­mi­nar, taman­ha a qual­i­dade. Só Garo­tos (Com­pan­hia das Letras, 2010) de Pat­ti Smith é exata­mente assim. Mais con­heci­da por causa da sua car­reira na músi­ca, Smith sem­pre lidou com diver­sas áreas da arte. Começou escreven­do poe­sias e desen­han­do, a músi­ca veio mais tarde. Em […]

Livro: Juliet, Nua e Crua — Nick Hornby

Nick Horn­by é um escritor inglês bas­tante con­heci­do por causa do livro Alta Fidel­i­dade, que gan­hou um ver­são para o cin­e­ma em 2000, estre­la­da por John Cusack. Adep­to das refer­ên­cias pop, Horn­by sem­pre traz enre­dos envol­ventes que tratam de assun­tos rotineiros, mas com uma exce­lente dose de humor e uma nar­ra­ti­va bas­tante dinâmi­ca. Seu livro […]

Livro: A Morte de Bunny Munro — Nick Cave

Nick Cave ini­ciou sua car­reira musi­cal no iní­cio dos anos 70. Ele escreveu letras para suas diver­sas ban­das, entre elas The Birth­day Par­ty, Grin­der­man e os Bad Seeds. Sem­pre foi pos­sív­el notar sua exce­lente incli­nação para a lit­er­atu­ra, mas eis que ele nos pre­sen­teia com um livro chama­do A Morte de Bun­ny Munro (Edi­to­ra Record, […]

Crítica: Doce Vingança

Não é de hoje que os remakes tomam as telas dos cin­e­mas. Na déca­da de 80 tive­mos Scar­face, dirigi­do por Bri­an de Pal­ma e estre­la­do por Robert de Niro. Poucos sabem, mas este é remake de filme homôn­i­mo, data­do de 1932. Atual­mente, são vários os remakes que vemos por aí. Na maio­r­ia dos casos o […]

Crítica: Um Bonde Chamado Desejo

O cin­e­ma e a lit­er­atu­ra sem­pre tiver­am uma estre­i­ta lig­ação, afi­nal o proces­so de cri­ação de um leitor per­ante uma obra literária é de con­strução da imag­i­nação. Com o surg­i­men­to do cin­e­ma, aumen­taram as pos­si­bil­i­dades de se ver atores/atrizes sendo dirigi­dos por grandes dire­tores e dan­do vida à grandes clás­si­cos da lit­er­atu­ra. E foi com […]

Crítica: O Porco Espinho

Cer­tos filmes chamam atenção por seus pequenos detal­h­es e diál­o­gos, assim como pela del­i­cadeza com que alguns assun­tos são trata­dos. Esse é o caso de O Por­co Espin­ho (Le Héris­son, França, 2010), dirigi­do por Mona Achache. A dire­to­ra ain­da é pouco con­heci­da e bem nova, tem ape­nas 29 anos, mas já con­ta com 3 filmes […]

Literatura: Geração Beat (Parte 2)

Quem foi Neal Cas­sady? Esse nome é estran­ho para muitas pes­soas, inclu­sive para estu­diosos de lit­er­atu­ra. Talvez ele seja mais con­heci­do pelo pseudôn­i­mo que gan­hou no livro On the Road: Dean Mori­ar­ty. Ele foi o com­pan­heiro de aven­turas de Sal Par­adise, ao lon­go da Rota 66. Par­adise era ninguém menos que o próprio Ker­ouac. Jun­tos, […]

Crítica: The Runaways

Ano pas­sa­do sur­gi­ram alguns rumores a respeito o filme sobre The Run­aways (The Run­aways, EUA, 2010) uma ban­da que era for­ma­da ape­nas por mul­heres que foi um enorme suces­so nos anos 70. A ban­da teve uma ráp­i­da pas­sagem pela indús­tria da músi­ca, mas deixou sua mar­ca. Fiz­er­am shows no Japão com pouco tem­po de existên­cia, […]

Livro: Estive em Lisboa e Lembrei de Você — Luiz Ruffato

Estive em Lisboa e Lembrei de Você

Em mea­d­os de 2005 foi cri­a­do o pro­je­to Amores Expres­sos. Nele, dezes­seis escritores brasileiros via­jari­am para diver­sas cidades ao redor do mun­do e cada um iria escr­ev­er um romance basea­do em sua viagem. O pro­je­to cau­sou as mais diver­sas reações, pois se ques­tion­a­va de onde iria sair o din­heiro para custear as via­gens, e se […]

Literatura: Geração Beat (Parte 1)

Na déca­da de 80, os autores Bueno e Goés lançaram o livro O que é Ger­ação Beat pela edi­to­ra Brasiliense. Eles definem o esti­lo beat como “tex­tos em ação, prosa espon­tânea, fras­es do cor­po em movi­men­to, poe­sia brotan­do como visões do céu e do infer­no, lig­ação dire­ta da arte e da vida, da palavra e […]

Livro: Fugalaça — Mayra Dias Gomes

Há qua­tro anos Mayra Dias Gomes lançou seu primeiro livro Fugalaça. Ela chamou mui­ta atenção da mídia, pois tin­ha ape­nas 17 anos na época. Sua idade ali­a­da ao fato de ser fil­ha do dra­matur­go Dias Gomes fiz­er­am com que seu ros­to estam­passe diver­sos jor­nais e sites de notí­cias. Seria injus­to diz­er que Mayra escreve mal. […]

Crítica: Gilda

Gilda

Após a Grande Depressão nos E.U.A. muitos filmes poli­ci­ais, reple­tos de intri­gas e sus­pense, foram feitos. Inspi­ra­dos nos filmes de ter­ror dos anos 30 e no Expres­sion­is­mo Alemão, eles se tornaram um imen­so suces­so de críti­ca e públi­co. Ess­es foram os chama­dos filmes Noir. E Gil­da (Gil­da, EUA , 1946), de Charles Vidor foi um dos […]

Crítica: A Centopéia Humana

a centopeia humana

Por que será que o ser humano se inter­es­sa tan­to pelo grotesco? Parece que somos atraí­dos por aqui­lo que nos causa repul­sa. Foi de carona nes­sa questão que surgiu A Cen­topéia Humana (The Human Cen­tipede, Holanda/Reino Unido, 2009), de Tom Six. Longe de ser uma super­pro­dução, teve um cus­to bem baixo e foi fil­ma­do todo […]

Spirallab