Companhia das Letras lança quatro novos selos

O mun­do livreiro — aqui inclui des­de livrarias, bib­liote­cas e claro, o mer­ca­do edi­to­r­i­al — vive a incerteza sobre o futuro do livro. Aqui no Brasil, o alarde não é de grandes pro­porções porque somente há pouco tem­po começamos um proces­so de democ­ra­ti­za­ção do livro com um cres­cente número de livrarias e edi­toras expandin­do suas alter­na­ti­vas.

A Com­pan­hia das Letras, uma das maiores edi­toras do país, atua há 25 anos no mer­ca­do edi­to­r­i­al e há pouco menos de um ano anun­ciou sua junção com a famosa edi­to­ra ingle­sa Pen­guin, lança nesse ano mais qua­tro selos para dar con­ta do cres­cente mer­ca­do de livros que o Brasil vem apre­sen­tan­do. Mostran­do que o mer­ca­do está em pleno vig­or, seja no impres­so ou na con­strução da pop­u­lar­iza­ção do e-book, o anún­cio de novos selos sem­pre deixa os leitores em polvorosa.

O selo Para­lela vem para suprir um mer­ca­do cres­cente com best-sell­ers de ficção e não-ficção procu­ra­dos e de boa qual­i­dade. As tira­gens serão supe­ri­ores do que as nor­mais da edi­to­ra e serão lança­dos até dois títu­los por mês, começan­do já nesse mês de abril com o romance poli­cial Scar­pet­ta da escrito­ra Patri­cia Corn­well, e O sinal, livro sobre o San­to Sudário e a origem do Cris­tian­is­mo.

Os selos Seguinte e Boa Com­pan­hia serão mais volta­dos ao públi­co jovem, lançan­do até 12 títu­los por ano. O primeiro vai abranger o catál­o­go do selo Cia das Letras, onde famoso escritor Lemo­ny Snick­et (Desven­turas em Série), por exem­p­lo, é um dos nomes que pode ilus­trar o catál­o­go do Seguinte. Já a Boa Com­pan­hia vai edi­tar antolo­gias de clás­si­cos brasileiros para for­t­ale­cer a for­mação de leitores.

E em 2013 a edi­to­ra pas­sa a edi­tar livros pelo selo Port­fo­lio Pen­guin, com cer­ca de 10 títu­los anu­ais, volta­do para o seg­men­to de mar­ket­ing, negó­cios e empreende­doris­mo em ger­al, com suas óti­mas traduções.

A Com­pan­hia das Letras afir­ma que com o surg­i­men­to de novos e pequenos selos a edi­to­ra pas­sa a viv­er um novo momen­to de maior alcance de leitores, geran­do uma deman­da maior e com mais seg­men­tos. Torce­mos que sim!


Todas as informações e opiniões publicadas no interrogAção não representam necessariamente a opinião do portal, e são de total responsabilidade dos seus respectivos autores.
 
Este post foi publicado emNotícias de Literatura e tags , , , , , , , , , , . Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.


Spirallab