O Futuro do Livro: Robert Darnton

Mas as pessoas dizem que o futuro é digital. Claro que é digital. O presente também é digital.

Quando o assunto é a especulação a respeito do futuro do livro, é difícil não ouvir aquela já batida pergunta: “o livro digital vai matar o livro físico?”. Mas por que um deve necessariamente aniquilar o outro? Não seria possível haver uma coexistência? Robert Darnton, historiador e diretor da biblioteca de Harvard, a maior biblioteca universitária do mundo, não só defende a ideia que os dois podem coexistir, mas que são complementares, que um reforça o outro.

Darnton não é só conhecido como um grande historiador norte-americano, mas também como um dos pioneiros na área da história do livro. Um de seus livros, A Questão dos Livros – passado, presente e futuro (The Case for Books, 2010), traduzido por Daniel Pellizzari e lançado pela Companhia da Letras, aborda justamente este questionamento a respeito do futuro dos livros. Nos últimos anos, também está trabalhando no projeto da Bilioteca Pública da América cujo objetivo é disponibilizar gratuitamente livros na internet, uma alternativa livre a iniciativas comerciais como o Google Livros, tendo seu lançamento marcado para abril de 2013.

Abaixo segue um vídeo produzido pela UNIVESPTV, realizado logo após a participação de Robert Darnton no Roda Viva da TV Cultura, onde o mesmo é entrevistado a respeito do futuro dos livros.


Todas as informações e opiniões publicadas no interrogAção não representam necessariamente a opinião do portal, e são de total responsabilidade dos seus respectivos autores.
 
Este post foi publicado emLiteratura, O Futuro do Livro e tags , , , , , . Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.


Spirallab