O Futuro do Livro: Robert Darnton

Mas as pes­soas dizem que o futuro é dig­i­tal. Claro que é dig­i­tal. O pre­sente tam­bém é dig­i­tal.

Quan­do o assun­to é a espec­u­lação a respeito do futuro do livro, é difí­cil não ouvir aque­la já bati­da per­gun­ta: “o livro dig­i­tal vai matar o livro físi­co?”. Mas por que um deve nec­es­sari­a­mente aniquilar o out­ro? Não seria pos­sív­el haver uma coex­istên­cia? Robert Darn­ton, his­to­ri­ador e dire­tor da bib­liote­ca de Har­vard, a maior bib­liote­ca uni­ver­sitária do mun­do, não só defende a ideia que os dois podem coex­i­s­tir, mas que são com­ple­mentares, que um reforça o out­ro.

Darn­ton não é só con­heci­do como um grande his­to­ri­ador norte-amer­i­cano, mas tam­bém como um dos pio­neiros na área da história do livro. Um de seus livros, A Questão dos Livros — pas­sa­do, pre­sente e futuro (The Case for Books, 2010), traduzi­do por Daniel Pel­liz­zari e lança­do pela Com­pan­hia da Letras, abor­da jus­ta­mente este ques­tion­a­men­to a respeito do futuro dos livros. Nos últi­mos anos, tam­bém está tra­bal­han­do no pro­je­to da Bil­iote­ca Públi­ca da Améri­ca cujo obje­ti­vo é disponi­bi­lizar gra­tuita­mente livros na inter­net, uma alter­na­ti­va livre a ini­cia­ti­vas com­er­ci­ais como o Google Livros, ten­do seu lança­men­to mar­ca­do para abril de 2013.

Abaixo segue um vídeo pro­duzi­do pela UNIVESPTV, real­iza­do logo após a par­tic­i­pação de Robert Darn­ton no Roda Viva da TV Cul­tura, onde o mes­mo é entre­vis­ta­do a respeito do futuro dos livros.


Todas as informações e opiniões publicadas no interrogAção não representam necessariamente a opinião do portal, e são de total responsabilidade dos seus respectivos autores.
 
Este post foi publicado emLiteratura, O Futuro do Livro e tags , , , , , . Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.


Spirallab